quinta-feira, 26 de abril de 2012

Destaque Nacional #03

O Caminho para Esplendor – Michelem Fernandes

Thomas é um garoto tranquilo que adora a natureza. Mas sua vida pacata na cidade de Valladana muda completamente ao encontrar no quintal de sua casa — com a ajuda do seu espevitado cachorro James — uma chave dourada e misteriosa. Imediatamente, resolve mostrá-la ao seu melhor amigo Fred, que fica impressionado com o achado. A chave não era como outra qualquer, ela pertencia a uma porta de entrada para um lugar fascinante e ao mesmo tempo sombrio: a Floresta Mágica, que era dominada por um ser abominável chamado Malévolo — que habitava o Castelo Esplendor (antes pertencido à rainha Melliny).

Nota Pessoal:
O que falar de um livro tão lindo como “O Caminho para Esplendor”?. Que ficou com um gostinho de quero mais.
A história criada pela autora simplesmente me fez voltar a ser criança. Me fez sonhar como criança de novo.
O livro conta a história de Thomas, um garoto calmo que mora com seus pais na pequena cidade de  Valladana, que ama a natureza (e é considerado estranho por alguns dos seus colegas por isso) e que tem um melhor amigo chamado Fred.
Eu amei o personagem Thomas desde o início do livro. Seja pelo fato de ter sido muito parecido com ele (quando eu tinha a sua idade), seja pelo fato de ele morar em uma cidade maravilhosa (morri de inveja dele).

“Toda vez que a noite adentrava o quarto de Thomas, sabia que estava chegando o momento do encontro com um lugar misterioso.”  PG: 13

A história começa quando o cachorro de Thomas encontra uma misteriosa chave no jardim da sua casa. Intrigado com o aparecimento daquela chave estranha, Thomas resolve contar tudo ao seu amigo Fred, e juntos eles encontram uma minúscula porta no “Jardim da Sorte” (jardim da casa de Thomas, considerado “da sorte” por pequenos trevos insistirem em brotar no meio das flores).
Nada parecia fora do comum, até eles abrirem a pequenina porta (que não os caberia) e serem transportados para um misterioso mundo, onde um ser terrível chamado Malévolo, transformou o lugar, antes lindo, em uma terra terrível, na qual, seus seres foram amaldiçoados e sua rainha Melliny fora presa no seu próprio castelo.
E Thomas ver-se obrigado a ajudar aquele reino misterioso, afinal ele foi o escolhido para a tarefa, e apesar da insistência de Fred para desistirem e voltarem para casa, Thomas continuou firme na sua decisão.
O mais legal do livro é que ele é escrito para crianças, jovens, adultos, idosos, enfim, para todos e principalmente para aqueles que perderam a magia da infância e deixaram de sonhar.
Eu senti uma conexão diferente com Fred, pela amizade fiel que este mostrou ter por Thomas, que em determinado ponto da história ver-se em meio a embaraços e é ajudado por ele, que agora mais do que nunca mostra-se disposto a ajudar aqueles seres.
Sem contar que todo o ambiente do livro é gostoso. Um reino diferente, com seres mágicos e estranhos. Realmente me fez voltar a ser criança de novo. E sabe a criança que quando termina uma história boa quer voltar e ler de novo? Eu lendo esse livro (rsrs).
Só uma última constatação. Gente, o livro é muito pequeno. Apesar de ser uma ótima história tudo se passa muito rápido e num piscar de olhos já terminamos a leitura.
O livro nos passa uma mensagem super importante, de como a amizade verdadeira por transformar o mundo.
Espero que a Michelem dê continuidade a essa história linda, que deixou muitas coisas pendentes nesse livro. Quero ler a história da volta de Thomas e Fred para o reino de Esplendor.
Quer voltar a magia da infância? Leia “O Caminho para Esplendor”.
BOA LEITURA!

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Ops! Agora sim... rs.

    Que linda resenha!!!! Fiquei MUITO FELIZ com as suas palavras tão lindas e sinceras... Quando escrevi a obra, tudo o que eu queria era passar para o leitor momentos de magia, inocência, sensibilidade, que às vezes ficam perdidas ou escassas dentro de nós. Eu me senti a pessoa mais feliz do mundo escrevendo esse livro... E quem falou que não haverá a segunda parte? Que alegria saber que os leitores após a leitura às vezes reclamam que queriam mais... A fantasia é assim: nos transporta para àquele mundo mágico e quando voltamos para casa, bate uma saudade!!!!
    Beijinho no coração!!!!

    Mi.

    ResponderExcluir